8 milhões querem comprar casa

Nice de Paula
O Globo - 19/02/2013

Número é maior do que o de famílias que pagam aluguelcasa própria continua sendo o maior sonho da classe média brasileira, mas um dos principais objetivos de quem planeja comprar um imóvel não é fugir do aluguel e sim de outros membros da família. Pesquisa nacional do Instituto Data Popular mostra que, embora menos de 18% dessa parcela da população paguem aluguel, 7,9 milhões de famílias querem comprar sua casa própria nos próximos dois anos, conforme antecipou ontem Ancelmo Gois em sua coluna no GLOBO.

O número representa 25% das 31,4 milhões de famílias que compõem classe média. Ou seja, é maior do que a fatia que paga aluguel. No último levantamento, realizado em 2009, o imóvel aparecia nos planos de apenas dois milhões de famílias.

- O problema não é fugir do aluguel, mas criar um patrimônio, dar uma segurança para a família, e principalmente ser dono do próprio nariz, já que muitos são casados e vivem com os pais ou sogros. O ditado “quem casa quer casa” nunca foi tão verdadeiro - diz Renato Meirelles, diretor do instituto.

A classe média - grupo com renda familiar mensal entre R$ 1.110 e R$ 3.875, segundo a pesquisa - já responde por 54% dos domicílios brasileiros, e ganha mais 1,2 milhão de famílias a cada ano, por ascensão social ou novos casamentos.

Segundo Meirelles, o salto no número dos que pretendem comprar um imóvel foi influenciado pelo programa Minha Casa, Minha Vida.

- O programa mostrou para essa parcela da população que o sonho da casa própria é possível. Acho 7,9 milhões um número muito alto. Se um terço se realizar já será muita coisa.

O número reflete o otimismo do brasileiro. Basta ver que, desde sua criação, em 2009, o programa Minha Casa, Minha Vida financiou 1,337 milhão de imóveis. Das famílias que planejam comprar imóvel, 80% pretendem recorrer ao financiamentos e as outras dizem que vão pagar à vista ou por meio de consórcio.

O Data Popular tomou por base dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do IBGE. Mostra que 75% da classe média moram em imóvel próprio e 7% em residências cedidas. O Nordeste tem o maior percentual de famílias com residência própria: 80%. No Sudeste, são 74%

O critério para definir classe média foi o mesmo usado pela Secretaria de Assuntos Estratégicos da Presidência. Por esse indicador, famílias com renda média mensal de até R$ 1.109 são consideradas classe baixa; e aquelas com ganho a partir de R$ 3.876 são da classe alta.

Tags: , , ,

Leave a Reply