Posts Tagged ‘Lopes’

DCI: Lopes se arma e faz a 7ª aquisição do ano, no Rio Grande do Sul

quarta-feira, dezembro 22nd, 2010

SÃO PAULO - Pouco depois de anunciar o controle da Local, uma das maiores imobiliárias de São Paulo, o grupo Lopes continua expandindo e anunciou a compra da Ducati, de Porto Alegre (RS), por R$ 15,5 milhões - 51% da companhia. Este ano, a empresa já desembolsou R$ 85,5 milhões em sete imobiliárias - há ainda R$ 40,8 milhões a pagar, nos próximos cinco anos.

Para especialistas, a empresa se organiza para fazer frente à Carlyle, que com a Scopel mira a compra de terrenos no mercado brasileiro. No caso da Ducati, de acordo com o presidente da empresa, Luis Felipe Ducati, a ação visa o plano de expansão dos grupos, que nos próximos dois anos pretendem abrir novas unidades em Porto Alegre, Joinvile e Curitiba. Fundada há seis anos, a empresa gaúcha tem atualmente três lojas (Porto Alegre, Canoas e Torres).

De acordo com o executivo a venda foi impulsionada por um plano que visa a expandir os negócios nos três Estados do Sul, onde a imobiliária continuará com o nome original. “Estamos aproveitando um mercado em franco crescimento para fortalecer nossa atuação”, disse, por meio de nota. A meta é das empresas investirem R$ 1,5 milhão.

Incorporadora

Quem também fecha o ano colhendo bons resultados é a incorporadora Setin, que encerra o 2010 alcançando a sua meta de lançamentos - R$ 850 milhões, e já projeta crescimento para 2011: lançar R$ 1 bilhão

“Evidentemente que acreditávamos no sucesso de vendas, pois os produtos oferecidos são de extrema qualidade, desenvolvidos para cada tipo de público e região, mas nos surpreendemos com a velocidade dessas vendas; estamos nos referindo a 2010, mas na verdade, o sucesso da Setin é ainda maior, se considerarmos que os quatro lançamentos da empresa aconteceram somente no segundo semestre, ou seja, a velocidade de vendas foi extremamente alta, num período de tempo bastante curto”, disse Antonio Setin, presidente da empresa.

Para 2011, a empresa já projeta um VGV - Valor Geral de Vendas - de R$ 1 bilhão, distribuídos em 10 empreendimentos residenciais e/ou comerciais nas cidades de São Paulo, Barueri, Campinas, São José dos Campos, Brasília e Salvador.

Para o executivo, “a decisão de tornar a Setin uma empresa com foco exclusivo na incorporação foi extremamente positiva; hoje, alocamos 100% de nosso tempo na capacidade de criar e pôr em prática novos e relevantes produtos, seja com recursos próprios, seja em parceria e temos a liberdade de contratar no mercado todos os demais serviços, como construção e vendas”. Esse novo modelo de negócios nasceu no final de 2009, depois de 30 anos de atuação como incorporadora, construtora e empresa de vendas.

A disputa por terrenos no mercado imobiliário promete ser aquecida no próximo ano, após o grupo Lopes finalizar sua sétima aquisição, ontem, ao comprar a Ducati, de Porto Alegre (RS), por R$ 15,5 milhões - 51% da companhia. Este ano, a empresa já desembolsou R$ 85,5 milhões em sete imobiliárias - há ainda R$ 40,8 milhões a pagar, nos próximos cinco anos. Para especialistas, a empresa se organizou este ano para fazer frente à Carlyle, que com a Scopel mira a compra de terrenos no mercado brasileiro.

No caso da Ducati, a união das empresas visa a expansão nos próximos dois anos, quando elas pretendem abrir novas unidades em Porto Alegre, Joinvile e Curitiba. Além disso, a meta é ampliar os negócios nos três estados do sul, onde a imobiliária continuará com o nome original

Exame.com: Itaú BBA substitui Gafisa por Lopes no portfólio recomendado

segunda-feira, dezembro 6th, 2010

Para os analistas, a empresa não apresenta risco de execução ou alta necessidade de capital de giro
Marcela Ayres, de EXAME.com

São Paulo - Nesta sexta, o Itaú BBA removeu a ação da Gafisa do portfólio de ações recomendadas aos investidores. Em seu lugar, entrou o papel da Lopes (LPSB3). Segundo relatório assinado pela equipe do analista Carlos Constantini, a estreante oferece exposição ao mercado imobiliário, mas sem risco de execução ou elevada necessidade de capital de giro.

Apesar de acreditar que a Gafisa apresentará desempenho acima da média do mercado, os profissionais do Itaú BBA ponderam que não há expectativas positivas para a ação no curto prazo. Além disso, o provável ciclo de aperto monetário deve conferir volatilidade ao papel.

Confira as 13 ações indicadas pelo Itaú BBA:
Empresa Ação
Banco do Brasil - BBAS3
BR Properties - BRPR3
Bradesco - BBDC4
CCR Rodovias - CCRO3
Cosan - CSAN3
Hypermarcas - HYPE3
Localiza - RENT3
Lojas Renner - LREN3
Lopes - LPSB3
Pão de Açúcar - PCAR5
Petrobras - PETR3
Petrobras -PETR4
Vale - VALE5

O GLOBO: Lopes passa a ser a acionista majoritária da Patrimóvel

quinta-feira, outubro 28th, 2010

O GLOBO Mercado imobiliário

Fabiana Ribeiro

RIO - A Lopes Imobiliária passou a ter quase 51% da Patrimóvel, líder de vendas de imóveis no mercado do Rio. Nesta quarta-feira, a empresa - que já possuía 20% da Patrimóvel - adquiriu outros 30,99% da tradicional imobiliária carioca por R$ 51,8 milhões. Somando as aquisições feitas anteriormente, o valor total da transação foi fechado em R$ 141,8 milhões. Apesar de a Lopes passar a ter o controle da Patrimóvel, o empresário Rubem Vasconcelos, que também preside o conselho de administração da imobiliária carioca, seguirá à frente da gestão da companhia pelos próximos dez anos.

- A Lopes assume o controle, mas a gestão fica 100% sob o meu comando. Agora, passo a ter sócio - disse Vasconcelos, presidente da Patrimóvel, que deve encerrar 2010 com faturamento de R$ 2 bilhões e oito mil imóveis vendidos. - Vendemos mais do que todas as imobiliárias do Rio juntas. Somos metade do faturamento do Rio, que deve movimentar em torno de R$ 4 bilhões.

Lopes já é a líder no mercado de São Paulo

A Lopes já havia negociado com a Patrimóvel antes. Em novembro de 2007, a Lopes assinou contrato para comprar a Patrimóvel por R$ 210 milhões, mas desistiu da aquisição um ano depois por causa da crise global. Na ocasião, o empresário Vasconcelos recebeu R$ 80 milhões à vista - o que foi convertido numa participação de 10% na Patrimóvel, que garantiu à Lopes opção de compra até dezembro de 2011.

Já em maio deste ano, a Lopes comprou outros 10% da imobiliária por R$ 10 milhões. O fechamento de um novo acordo entre as companhias deu a Vasconcelos a possibilidade de trocar a opção de venda de 100% da empresa por 51%. A negociação foi fechada após a imobiliária carioca receber proposta de compra de uma outra companhia do mercado, mas o valor inicial do negócio acabou caindo para R$ 141,8 milhões.

A Patrimóvel é uma maneira de a Lopes, líder em São Paulo, ter mais força no Rio de Janeiro - segundo maior mercado do país. A Patrimóvel, há 30 anos no Rio, tem um exército de mais de mil corretores autônomos. Nos últimos 10 anos, a empresa registrou crescimento acima de 20% ao ano. E as perspectivas são boas para Rio:

- O setor imobiliário vai se favorecer com Copa, Olimpíadas, além dos investimentos em segurança pública - disse Vasconcelos, que acredita que a concorrência com a Lopes no Rio será “cordial”.

A empresa paulista já tem presença no Rio, com a marca Lopes, há três anos.

Usados poderão faturar até R$ 100 milhões por mês

Atento ao potencial de crescimento do mercado, a Patrimóvel vai investir nos próximos seis meses R$ 10 milhões na criação da Patrimóvel Pronto, voltada apenas para a venda de imóveis usados. A venda de usados, que era apenas de um departamento da imobiliária carioca, passa a ser uma empresa independente, com dez novas lojas de 150 metros quadrados - duas já abertas e oito como parte da expansão até o fim do ano. Hoje, o setor de usados, que conta com uma carteira de cinco mil imóveis no Estado do Rio, fatura R$ 8 milhões por mês.

- Queremos assumir a liderança de imóveis prontos no Rio de Janeiro. Esperamos, com isso, faturar de R$ 80 a R$ 100 milhões por mês a partir de 2011. Vamos preencher uma lacuna que se formou ao longo dos anos por causa dos lançamentos - disse Vasconcelos.

Segundo o empresário, o próximo passo de sua carreira é contribuir para formar corretores. Hoje, sua empresa paga ganhos médios de R$ 5 mil. Está nos planos criar uma faculdade para formar corretores.

- Nenhum pai sonha em ter um filho como corretor. Só o Rubem. Quero mudar isso - brincou ele. - Quero tornar a profissão uma opção para incluir jovens de áreas carentes.

Saiu na Info: Lopes usa Street View para vender imóvel

quinta-feira, setembro 30th, 2010

Kátia Arima, da INFO Quinta-feira, 30 de setembro de 2010 - 12h32

SÃO PAULO – A imobiliária Lopes adotou o Google Street View, que acaba de estrear, no seu site.

 

O serviço estará disponível amanhã (1/10) no endereço www.lopes.com.br. A ideia é permitir aos internautas passear pela vizinhança dos imóveis oferecidos pela empresa.

 

O recurso, que permite ver imagens em 360 graus, no nível das ruas, estará disponível para empreendimentos em São Paulo, Belo Horizonte e Rio de Janeiro.

 

Para usar o Google Street View dentro do site da Lopes, basta clicar no anúncio do imóvel, ir ao mapa de localização que fica no fim da página e arrastar o ícone de bonequinho (na barra à esquerda no mapa) para cima do ícone de coração, onde está o imóvel.

 

A Lopes tem uma forte presença nas redes sociais como Twitter, Facebook, Orkut e Flickr.

 

Saiba mais sobre a estreia do Google Street View no Brasil aqui.

Saiu na imprensa: Lançamento de imóveis no ABC Paulista tem alta de 106%

sexta-feira, agosto 20th, 2010

19/08/10 - DCI - Camila Abud Sucursal do ABC


 SANTO ANDRÉ SÃO PAULO - Atraídos pela infraestrutura, pela comodidade e pela proximidade de vias importantes como o sistema Anchieta-Imigrantes e o Rodoanel, o setor imobiliário de vendas e lançamentos na região do ABC Paulista deve continuar expressivo este ano. No semestre passado houve aumento de 106% se comparado com o mesmo período de 2009: mais de 3 mil unidades foram lançadas. A comercialização dos imóveis também apresentou crescimento de 18,7%, o que corresponde a mais de 2.773 unidades.

Para o restante do ano, a Associação dos Construtores, Imobiliárias e Administradoras do Grande ABC (ACIGABC) espera um crescimento ainda forte em relação ao semestre passado. “A expectativa é excepcional, principalmente a de lançamentos de unidades com 2 e 3 dormitórios”, disse o presidente da ACIGABC, Milton Bigucci, dono da empresa que leva eu nome.

Segundo a entidade, no semestre passado São Bernardo do Campo foi destaque no valor de mercado ao somar R$ 400.330.444,00 e superar as cidades de Santo André e de São Caetano do Sul somadas, que detêm respectivamente R$ 171.205.006,00 e R$ 138.102.652,00. São Bernardo superou, portanto, em mais de 100% estas duas cidades.

“A boa localização e qualidade de vida da região e os preços menores em comparação com os da capital paulista, além da grande oferta e variedade de imóveis, são alguns dos atrativos”, comentou o diretor de Vendas da MBigucci, Robson Toneto, que acredita que o cliente fica seguro para comprar imóveis na região do ABC Paulista.

O rápido desempenho de vendas é resposta também das opções de financiamento. “Nos plantões temos percebido aumento da procura devido a facilidades de financiamento, com mais prazos e menos juros”, disse o presidente da entidade.

A construtora MBigucci também possui grande expectativa para 2010. No primeiro semestre a MBigucci comercializou mais de 400 unidades, o que representou um crescimento de 63,27% em relação ao mesmo período do ano passado. Segundo a empresa, a MBigucci prevê aumentar o volume de lançamentos de 2010 em 80%. “Em 2009 foram lançados R$ 100 milhões, e em 2010 serão R$ 180 milhões”, disse Milton Bigucci.

Segundo o empresário, estão em andamento oito empreendimentos (1.020 imóveis) a serem lançados entre o final deste ano e o primeiro trimestre de 2011. Vale destacar que 40% destes lançamentos são destinados ao “Minha Casa, Minha Vida”.

Em relação às vendas, em 2009 foram vendidos R$ 102 milhões; em 2010, o previsto é de R$ 164 milhões. O ABC representa 65% dos negócios da MBigucci; a cidade de São Paulo, 30%; Guarulhos e interior do estado, 5%.

“Para o segundo semestre de 2010 nossa expectativa é aumentar ainda mais a velocidade de vendas. Temos cerca de mil unidades em estoque e esperamos comercializar mais 650 apartamentos até o final deste ano. Temos o lançamento de oito empreendimentos residenciais e mais um galpão industrial. Este ano se configura como o melhor ano em vendas”, crê Toneto.

Ultrapassar meta

A Plazza Brasil Imóveis, especializada em comercialização de lançamentos, acredita que deva ultrapassar a meta 40% de crescimento, sendo que 80% dos novos empreendimentos estarão no Grande ABC. Com 24 lançamentos programados para o restante do ano, a empresa estima que o VGV (valor geral de vendas) chegue a R$ 1,7 bilhão este semestre. Para a presidente da empresa, Valéria Corrêa, o objetivo é continuar sua expansão de forma segura e responsável.

“A Plazza Brasil Imóveis fez trabalho sério que levou ao crescimento sustentado e que atraiu parceiros fortes. Isto movimentou o mercado regional e aguçou a entrada de novas empresas de comercialização imobiliária. O momento é de consolidar ainda mais a marca da Plazza Brasil Imóveis.” A empresa também está otimista para os próximos seis meses.

“Temos grandes negócios por acontecer ainda em 2010 em relação a parcerias. Isto deve incrementar de forma significativa o portfólio de lançamentos a serem contabilizados ainda este ano”, finalizou Valéria.

Guarulhos

A incorporadora Atua, braço da Yuny Incorporadora, liquidou 76% das unidades de um empreendimento localizado em Guarulhos, região metropolitana de São Paulo. A empresa está obtendo bons resultados com estratégias de pré-venda que garantem a reserva do imóvel antes do lançamento e aumentam as chances de venda na abertura do estande. “Quando há sinalização de aprovação do imóvel na prefeitura, já começamos a trabalhar com ações de captação de clientes, um processo que geralmente leva dois meses até a venda”, afirma Carolina Zupirolli, coordenadora de Marketing da Atua.

Sem força de vendas própria e investindo forte em campanhas na internet, em mídia especializada, anúncios de jornal e material gráfico, a empresa reforça a estratégia de impactar o cliente antes do lançamento. Em Guarulhos, o trabalho de pré-venda foi realizado pela corretora Habitcasa, braço da Lopes no segmento popular. “Uma das ferramentas mais eficazes é o envio de mala-direta à base de clientes em potencial. Em geral, os clientes levam em conta a localização, os diferenciais da planta, tecnologia, modernidade e novidades”, ressalta Mirella Parpinelle, diretora de Atendimento da Lopes.

Com essa ação, a incorporadora registra venda de 90% dos imóveis em estoque até junho e a compra de seis novos terrenos para lançamentos este ano.

Atraído pela comodidade e proximidade de vias como o sistema Anchieta-Imigrantes e o Rodoanel, o setor imobiliário dispara em vendas e lançamentos na região do ABC Paulista.